ESTÁ AJUDANDO

CATÁSTROFE NO RS: "A tristeza de vocês é a minha também", diz Renato Gaúcho ao reforçar pedido de ajuda ao Estado

Após ser resgatado no hotel onde mora, em Porto Alegre, treinador conseguiu chegar no Rio de Janeiro

Publicado em: 09/05/2024 15:28
Última atualização: 09/05/2024 15:30

Após ser resgatado do hotel onde mora na zona sul de Porto Alegre, o técnico do Grêmio, Renato Gaúcho, de 61 anos, explicou nas redes sociais a decisão de sair do Estado em meio à tragédia. No Rio de Janeiro, o ídolo do Tricolor pediu ajuda à população gaúcha.

Carol Portaluppi e Renato Gaúcho publicaram vídeo no Instagram nesta quarta-feira Foto: Reprodução/Instagram

“Meu abraço a todos vocês do Rio Grande do Sul. A tristeza de vocês é a minha também. Estava ilhado em um hotel e fui resgatado. Fui para outro hotel e, infelizmente, faltou água. As autoridades pediram para que as pessoas saíssem da cidade. Vim para o Rio de Janeiro, mas estando no Rio Grande do Sul ou aqui, o importante é ajudar as pessoas que estão necessitando. Acabamos de ajudar várias pessoas, crianças, idosos, animais. Se cada um fizer o mínimo possível, vamos diminuir um pouco o sofrimento do povo gaúcho”, disse o técnico, que aparece ao lado da filha, Carol Portaluppi.
 
 
Ver essa foto no Instagram
 
 
 

Uma publicação compartilhada por ????Carolina Portaluppi???? (@carolinaportaluppi)


Na expectativa pelos treinamentos da equipe, o técnico permaneceu em Porto Alegre até terça-feira (7). No dia anterior ele havia sido resgatado do Hotel Deville, localizado no bairro Anchieta, zona norte de Porto Alegre.

Os treinos do time gremista estão suspensos, assim como os jogos do Brasileirão e Copa do Brasil (até o dia 27 de maio). Pela Libertadores, o clube teve duas partidas adiadas.

Gostou desta matéria? Compartilhe!
Matérias Relacionadas